A Xiaomi anunciou através de seu fórum que a partir de agora os lançamentos das versões beta do MIUI diminuirão drasticamente seu alcance, alcançando apenas os últimos modelos da empresa asiática e ignorando completamente o intervalo de entrada da Redmi.

Com o ritmo que eles tiraram terminal após terminal sem praticamente passar um tempo mínimo entre as versões, era uma questão de tempo que a equipe de desenvolvimento não pudesse cobrir todos os smartphones que a empresa lançou nos últimos anos.

Portanto, a Xiaomi decidiu restringir o programa betas apenas a seus terminais com menos de um ano para garantir melhor qualidade e oferecer melhores recursos. Não em vão, apenas dois dias atrás, o Redmi Note 5 foi o último terminal a ser afetado por um problema depois de ser atualizado.

Os maiores afetados por essa mudança são aqueles usuários que gostam de testar com antecedência as melhorias que a equipe MIUI adiciona em suas versões beta e que geralmente levam vários meses para chegar via OTA à versão estável do terminal.

Isso não significa que seus smartphones serão sem suporte. As melhorias alcançarão o restante dos terminais, mas apenas nas versões testadas e estáveis, para evitar problemas aos usuários e melhorar a qualidade.